SOU UM MILAGRE

4 de abril de 2019

Leitura - Marcos 8:11-26

 

O episódio de hoje do evangelho de Marcos nos reporta aos milagres, sinais e as maravilhas que Jesus fez e continua fazendo até os dias de hoje. O simples fato de estarmos aqui lendo, meditando em Suas Palavras, orando e buscando a compreensão de Sua perfeita vontade, já se constitui em uma maravilha, um verdadeiro milagre de Jesus, especialmente quando olhamos para o passado e percebemos que Ele, de fato, nos resgatou de uma vida sem sentido, para ao Reino do filho do Seu amor, como bem afirmou o apóstolo Paulo.

Jesus como que “perde a paciência com as pessoas que insistiam na manifestação de sinais e quando lidava com a incredulidade daqueles que mais deveriam estar crendo. Os sinais já estavam claros, as profecias estavam sendo cumpridas.

No entanto, até mesmo o próprio grupo dos discípulos seguidores próximos de Cristo ainda tinha uma mente confusa e as vezes não compreendia o que Jesus mostrava. Eles entram no barco e Jesus os adverte do fermento dos fariseus, se referindo ao que eles tinham de ruim que poderia levedar toda a massa da espiritualidade de Israel. Mas eles, não entendem, ficam indagando, e mencionam a dúvida se era pelo fato de eles não terem pão.

Não estranhe a atitude de Jesus em endurecer o seu discurso com essas pessoas, pela fragilidade de sua fé. Talvez a leitura lhe leve a pensar da mesma forma que Jesus e até mesmo a dizer: “como eles podiam duvidar?” Deixe-me dizer como, da mesma forma que nós, mesmo diante de tantas evidências, também duvidamos em diferentes ocasiões, negamos com nosso silêncio ou com nossos ruídos desordenados. O nosso espanto diante de um milagre realizado por Deus mediante a nossa oração mostra bem que nosso coração pende mais a não crer do que a crer. Para isso, devemos estar bem junto de Cristo, fazendo isso que você está fazendo, lendo a Sua Palavra, orando, refletindo, meditando, pois, as oportunidades de nos afastarmos ganham em muito daquelas que nos levam a uma maior aproximação dele.