APENAS CREIA!

25 de março de 2019

Leitura - Marcos 5:21-43

 

Jesus continua a sua peregrinação rumo a cruz, sim, é bom que tenhamos a convicção de que desde que Jesus assumiu sua missão, desde aquele primeiro milagre em Caná da Galileia, Ele estava a caminho da cruz, essa era sua missão. Essa perspectiva nos ajuda a entender quando ele diz que temos que carregar a nossa cruz. Isso significa levar adiante a missão que cada um de nós tem.

O evangelho vai narrar esse episódio de excelente valor pedagógico para nossas vidas. Jairo, que era um chefe da sinagoga, uma função importante na religiosidade judaica se encontra diante de um grave problema. Esse homem é conhecido e ao que parece Jesus estava de volta às margens do mar da Galileia nas imediações de Cafarnaum, sua cidade base naquela região. Jairo está com sua filha prestes a morrer e procura a Jesus, nada mais natural, ele já sabia o que Jesus estava fazendo, conhecia-o mesmo que de ouvir falar, de seu poder.

O texto diz que imediatamente Jesus o segue e com ele uma multidão que o apertava, no caminho da casa de Jairo. Nessa caminhada vem uma mulher enferma e o texto dá os detalhes sobre sua vida, uma história de sofrimentos. No entanto, não há sofrimento que permaneça quando Jesus passa pela nossa vida, Jesus, exatamente passou ela vida dessa senhora e a sua atitude a salvou da opressão maligna de uma enfermidade crônica.  Quando tocou em Jesus foi curada imediatamente.

Na vida não é diferente, não há possibilidade de seguirmos a Jesus, tocar as suas vestes, estar com ele e nossas vidas não serem transformadas.  Todo mal não resiste ao poder do bem que emana de Jesus Cristo. Na sua vida Jesus deve ter passado várias vezes pelo seu caminho e cabe a você discernir esses momentos e saber tomar atitude certa, segui-lo.

Jairo, estava presente nesse episódio, afinal de contas estavam indo para a sua casa onde Jesus deveria fazer algo por sua filha. Nesse caminho sua fé foi fortalecida. Se ele pode fazer isso com essa mulher, ele pode fazer qualquer coisa. E não foi diferente a notícia da morte da menina foi interrompida por Jesus, acalmando-o dizendo, apenas creia. APENAS CREIA!